GRITO CALADO…

 

 
GRITO CALADO…
 
Lanço vôo nos lençóis alvos que
descortinam-se no campo estelar
em meus olhos pontos cintilantes
que ofuscam o meu olhar…
na obscuridade, a ardência e o
peso das pálpebras que insistem
em ocultar…
na deriva de meus pensamentos
sensações vibrantes…
no céu…
um pássaro a desenhar
o esboço inglório que resplandece
em “flash´´ como raios de luz
teu sorriso esmaecido preso em
teus lábios, que atravessa o
tempo e insiste em dizer
que ainda me quer, que ainda
vai me encontrar…
oscilam as recordações que
costurei em retalhos e cerzi
com as marcas e as nuances
nessa incógnita que adormece
minha sobrevivência em ti
varam comigo madrugadas infindas
e na mudez de minha voz
trancafiadas
inerte em estado de dormência
 em transe… na garganta
 ainda presas estão as minhas
 lágrimas secas…
que ainda insistem
em cair…
magia, divagação
nesse contentamento
lá fora sinto o balançar
 da árvore que faz
ruído com as folhas
que se dispersam
na brisa do vento…
em meu silêncio mórbido
 
 e trancado
teu nome ecoa dentro
 de minh’alma
num grito calado…
 
Lu Lena

Anúncios