A ÁRVORE…

arvore-frondosa

Deixei de ser raiz, e me tornei agora uma árvore frondosa cujos galhos são como braços enormes e suas folhas harmoniosas como dedos de Deus. Serei a sombra para que meus algozes possam descansar e meus galhos invisivelmente abraçar e minhas folhas serão como a cabeleira dos verdes que ao serem varridas pelo vento levarão dessas almas o peso de corpos cansados e obstinados pela amargura e rancor. Sei que às vezes eu possa parecer louca, mas é exatamente nessa minha loucura que meus pensamentos mais excêntricos revelam-me que sou completamente sã.

Lu Lena